Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Avaí/Kindermann encerra os trabalhos com futebol feminino e agradece o apoio: “O legado é eterno!”

Um dos times mais tradicionais do futebol feminino anunciou o fim das suas atividades nesta quinta-feira (18)

Flavio Souza
Desde 2006 escrevo sobre esportes em geral e participo do site Torcedores.com desde dezembro de 2018, onde exerço função de Colaborador Sênior.Atualmente meu foco é no futebol brasileiro e internacional, mas procuro falar sobre outras modalidades, como esportes olímpicos, por exemplo.Procuro trazer informações relevantes sobre os clubes fora de campo, como entrevistas, análises financeiras, desempenho das equipes em redes sociais e análises táticas.

Crédito: Divulgação / Conmebol

Depois de 13 anos investindo no futebol feminino, a família Kindermann anunciou o fim das suas atividades relacionadas ao futebol. Dessa forma, a parceria com o Avaí também chega ao seu final. Essa informação foi divulgada no começo da tarde desta quinta-feira (18), confirmando recentes rumores.

A recente participação na Copa Libertadores, onde a equipe foi eliminada nas quartas de final, marcou o fim da parceria.

Caso o Avaí deseje continuar com o time feminino, terá que assumir a gestão ou encontrar outro parceiro para seguir com as atividades. Mas é importante frisar que as vagas hoje estão vinculadas ao CNPJ do Kindermann. Dessa forma, o Avaí não pode simplesmente abrir uma nova equipe feminina para assumir as vagas que eram da antiga parceira.

Por hora, as informações são que o clube catarinense demonstrou interesse em assumir a gestão. Só que a situação só será definida depois das eleições, previstas para dezembro.

Mais informações do Avaí/Kindermann

O Kindermann foi fundado há 13 anos atrás, por Salézio Kindermann. Após seu falecimento, em maio deste ano, o futuro da equipe já era colocado em dúvida. Mas somente recentemente a família se pronunciou sobre o assunto.

De acordo com Valéria Kindemann, filha de Salézio, todas as 18 jogadoras foram dispensadas, recebendo todos os valores previstos por lei.

“Tomamos essa decisão com a alma, coração e consciência limpa, sabendo que fizemos o que foi possível para que o time chegasse até aqui e concluísse o calendário de competições previstas para 2021. Sabemos do carinho que muitos brasileiros têm pelo Kindermann Futebol Feminino, o quanto essa história e esse legado merecem respeito. Mas esse era o sonho do Salézio Kindermann. O futebol ocupava 100% do tempo dele, ele tinha dedicação exclusiva a isso, entendia e amava esse mundo. Em respeito ao legado dele, nós como família e as atletas que permaneceram até aqui, fechamos este ciclo com a participação na Libertadores, onde encerramos como a 5ª melhor equipe. O legado nunca será apagado, mas a era Kindermann futebol, mantida pela nossa família, encerra aqui.

Do dia para a noite nós tivemos que assumir a responsabilidade de 65 pessoas, dois times e um custo mensal de R$ 270 mil. Sendo que esse era o hobbie do Salézio, era a paixão dele, e não nossa, da família. Nós somos hoteleiros. Nosso ramo é uma empresa de hotéis. Sabemos falar de hotel, e não de futebol feminino. E do dia para a noite, apesar de não ser nossa obrigação continuar com tudo isso, nos viramos do zero para organizar e entender como tudo funcionava. Demos o nosso melhor para que a equipe não se encerrasse no meio de uma competição e cumprisse o seu calendário de disputas. Fizemos isso não por ser nossa obrigação, porque esse era compromisso do Salézio, mas fizemos para honrar o nome e o legado dele. Demos o nosso melhor e chegou a hora de encerrar”, declarou Valéria.

LEIA TAMBÉM:

Filho de Galvão Bueno critica Casagrande por misturar futebol e política: “Não levo em consideração seus comentários”
Cafu surpreende e revela em qual clube gostaria de ter jogado na carreira
Palmeiras x Flamengo: decisão da Libertadores tem polêmica no Uruguai às vésperas do duelo
CBF define janelas de transferências em 2022; saiba quando os times podem contratar
Brasileirão Série A 2021: confira a tabela completa do campeonato
Brasileirão Série B 2021: confira a tabela completa do campeonato

Corinthians se posiciona sobre caso de racismo na Libertadores Feminina
Jogadora do Corinthians sofre ofensas racistas em duelo da Libertadores
Nicole Silveira faz história no esporte brasileiros e não descarta medalhas olímpicas: “é só o começo”
Santos: Bruninho visita treino de ‘Sereias da Vila’ e posa ao lado de jogadoras