Torcedores – Notícias Esportivas

Jornalista detona Carvalhal e diz que técnico não tem currículo para dirigir o Atlético-MG

Galo está perto de anunciar Carvalhal como seu novo técnico para 2022

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Divulgação/Braga

As notícias de que o Atlético-MG teria chegado a um acordo com o Braga para pagar 2 milhões de euros pelo técnico Carlos Carvalhal tem movimentado o futebol brasileiro. Isso porque o treinador português já foi vinculado a outras equipes, como Red Bull Bragantino e Flamengo, mas nunca fechou um acordo.

Agora com a alta possibilidade do técnico ser anunciado pelo Atlético-MG, os comentários sobre o trabalho de Carvalhal passaram a aparecer. Um dos que comentou o currículo do português foi Fábio Piperno, durante participação no programa G4, do BandSports. Segundo o jornalista, o técnico não tem bagagem para assumir o Galo.

“Virou objeto de desejo de muita gente porque tem passaporte português. Mas o (Carlos) Carvalhal não tem currículo para dirigir um time do tamanho do Atlético-MG. Como alguém vai investir em um técnico que não foi além do Braga até hoje? Não ganhou nada, não tem currículo. Nunca dirigiu um time grande. Se ele fosse quase um iniciante, como o Abel Ferreira, de 40 anos, quase no primeiro trabalho, ok. Mas é um cara de 56 (anos). É muito pouco para o Atlético-MG.”

Ex-jogador com passagens por Braga e Porto, além de times pequenos de Portugal, Carlos Carvalhal começou como treinador no modestino SC Espinho, do futebol português. Comandou times modestos de seu país como Freamunde, Vizela, Aves e Leixões até chegar à elite para comandar o Vitória de Guimarães. Passou a ser treinador de clubes da primeira divisão e ainda foi técnico de Belenenses, Braga (duas vezes), Marítimo e Sporting. Teve passagens por clubes de fora de Portugal, como no Asteras Tripolis, da Grécia, no Besiktas e no Istanbul Basaksehir, da Turquia, no Al Ahli, dos Emirados Árabes, no Sheffield Wednesday, da Inglaterra, no Swansea, de País de Gales, até voltar a Portugal em 2019, para comandar o Rio Ave. Levou o time à Liga Europa e voltou ao Braga, time que comanda atualmente.

Leia mais:

Cruzeiro: Novo técnico não tem dúvidas: ‘Somos os maiores da 2ª divisão’