Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Jornalista sugere técnico ao Atlético-MG e faz alerta por demora: ‘Pode custar caro’

Semana é decisiva para o Atlético anunciar o novo comandante

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Reproducao/YouTube

Perto de iniciar a pré-temporada, o Atlético ainda não definiu qual será o treinador em 2022. Desde o pedido de demissão de Cuca, no fim de dezembro, alguns nomes foram inclusos na pauta do Galo, mas sem sucesso. Os portugueses Jorge Jesus e Carlos Carvalhal, além do argentino Eduardo Berizzo foram os procurados.

Com o passar dos dias, o torcedor do Atlético fica apreensivo com a demora pelo acerto. Esta, inclusive, é uma das críticas feitas pelo jornalista Arnaldo Ribeiro. Na sua visão, faltou agilidade da direção do Galo.

“Eu não me conformo com essa demora. Teve um comunicado na semana passada pedindo paciência para a torcida, dizendo que até a data da reapresentação teria treinador. É muito tarde, não tem cabimento. Segundo os dirigentes, sabia da possibilidade da decisão do Cuca. Se sabia, não é possível o Atlético estar nesta situação sem um plano B”, diz

“Jogadores estão chegando, saindo e sem um treinador. Se o novo técnico gostar o Godín, ótimo, se ele não gostar é péssimo”, completou Arnaldo.

Para Arnaldo, um profissional interessante para o Galo seria Hernan Crespo, ex-São Paulo e sem clube desde a saída da equipe paulista.

“Dos técnicos que poderiam dirigir o Atlético, acho que o mercado sul-americano possui mais conexão do que o europeu, pois o Atlético têm vários jogadores sul-americanos. Falam no Coudet, está empregado. Agora, eu me surpreendo ainda que o Galo não tenha ao menos sondado o Crespo. Está disponível, fez um trabalho com altos e baixos no Brasil, mas sem pré-temporada. É um nome mais acessível e está aí disponível. O Atlético está demorando na definição do novo comandante e isso pode custar caro”, concluiu Arnaldo.

LEIA TAMBÉM: