Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Organização da Stock Car anuncia importante mudança na Stock Series, antiga Stock Light

A partir de 2022, a Stock Series passa a ser estágio obrigatório para os pilotos que desejam ingressar na Stock Car Pro

Flavio Souza
Desde 2006 escrevo sobre esportes em geral e participo do site Torcedores.com desde dezembro de 2018, onde exerço função de Colaborador Sênior.Atualmente meu foco é no futebol brasileiro e internacional, mas procuro falar sobre outras modalidades, como esportes olímpicos, por exemplo.Meu foco é trazer informações relevantes sobre os clubes fora de campo, como entrevistas, análises financeiras, desempenho das equipes em redes sociais e análises táticas.

Crédito: Divulgação / Duda Bairros

Na última segunda-feira (10), a VICAR anunciou uma importante mudança para o automobilismo brasileiro. A partir de 2022, a Stock Series (antiga Stock Light) será um estágio obrigatório para todos os pilotos que desejam disputar a Stock Car Pro.

“Esta é uma medida coerente com a remodelação da Stock Series, que até o ano passado se chamava Stock Light”, diz Fernando Julianelli, CEO da Vicar. “A Stock Series é definitivamente onde os aspirantes à Stock Pro são testados e aprovados. Por isso, estamos implantando evoluções em todos os aspectos da competição. Para 2022, por exemplo, teremos um carro mais agressivo, agora com a carenagem do Chevrolet Cruze usado na Stock Pro. O carro será também apenas 1,5 segundo mais lento que o Stock da categoria principal, ou seja, andará muito perto. Vai ser interessante comparar o tempo de volta de cada modelo já na estreia, em Interlagos, dia 13 de fevereiro”, continua o executivo.

Um número importante que mostra a importância da Stock Series é em relação aos pilotos que foram campeões na categoria principal. O índice é de 72% (sete em cada dez campeões).

Equivalente no esporte a motor ao campeonato de jovens promessas do futebol, a Stock Series está prestes a iniciar a temporada de descoberta das novas estrelas da Stock Car Pro – categoria para a qual revelou sete em cada dez campeões, com o impressionante índice de 72%.

Importância da Stock Series

Para se ter uma ideia da proximidade promovida pelas alterações técnicas, os carros da Fórmula 2 – que serve de categoria escola para a Fórmula 1 – são geralmente de dez a 15 segundos mais lentos que a competição principal. E mesmo assim são considerados o estágio ideal para se chegar à Fórmula 1.

“As equipes têm consciência de que construímos o laboratório ideal para quem quer não apenas chegar à Stock Car, mas também chegar pronto para brigar por pódios e vitórias”, observa Julianelli. “Um consenso entre todos é que o índice de 72% vai ser aumentado a partir de agora. Não apenas pela obrigatoriedade que está sendo colocada para quem chega de categorias de base, mas principalmente por que o carro e o ambiente estão muito mais afinados em 2022. Daqui sairão grandes campeões”, resume o CEO da Vicar.

Assim como na categoria principal, a Stock Series vive um momento de definição dos competidores para a nova temporada. “Quem tem como objetivo chegar à Stock Pro, ou mesmo se preparar em alto nível para outro campeonato, deve consultar as equipes desde já”, diz Julianelli. “Ainda há vagas em times bem interessantes em aberto, então a hora é agora”, completa o CEO da Vicar.

LEIA TAMBÉM:

Botafogo já sabe o que fazer com parte do investimento de John Textor na SAF; confira
Douglas Costa pede desculpas à torcida do Grêmio, reconhece erros e comunica decisão sobre o futuro
Diego Costa? Corinthians tem centroavante ‘plano B’ caso não chegue a acerto com atacante do Atlético-MG
Flamengo: Paulo Sousa promove “reunião particular” com Gabigol, Bruno Henrique e Pedro
Fórmula 1: Novato no grid usará número em homenagem a Kobe Bryant
F1: Engenheiro revela estar mais difícil ‘driblar’ regulamento em 2022; entenda
Michael Masi demitido? Veja quem pode substituir o diretor da Fórmula 1
Fórmula E: Maserati anuncia entrada na categoria