Previsões para a temporada 2021 da MLB: Liga Americana

Confira um breve análise das divisões da American League para 2021

Thais May Carvalho
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Bruce Bennett/Getty Images

Em preparação para a temporada de 2021 da MLB, nós fizemos uma análise do cenário de cada uma das divisões da liga. Aqui você encontrará uma previsão da Liga Americana. Caso também queira ver quais são as previsões para a Liga Nacional, é só clicar aqui.

Liga Americana Leste

Crédito foto: Elsa/Getty Images

Para os Yankees venceram a divisão, basta uma coisa: o time precisa ficar saudável. Se isso acontecer, o lineup possui diversos jogadores com potencial para rebater mais de 30 home runs na temporada, como são os casos de Judge, Stanton, Torres, Sanchez e cia. Por outro lado, Nova York não foi tão agressivo nas contratações de arremessadores como a torcida gostaria. Eles adicionaram Corey Kluber e Jameson Taillon, mas isso não parece ser suficiente para competir nos playoffs. 

A briga pelo segundo lugar e uma (ou as duas) vagas do wild-card ficará entre Rays e Blue Jays. Tampa Bay chegou até a World Series no ano passado, mas será que eles conseguem repetir o feito? O ataque é praticamente o mesmo e o bullpen continua bom. A maior diferença está na rotação titular, que perdeu Blake Snell e Charlie Morton, mas adicionou Chris Archer, Rich Hill e Michael Wacha. 

O maior problema dos Blue Jays será atuar longe de casa. Por conta da pandemia, Toronto fará seus jogos na Flórida. Fora isso, a equipe é cotada para chegar nos playoffs, principalmente por conta da ascensão de seus jovens talentos, como Vlad Guerrero Jr., e de contratações de peso, como a de George Springer e a de Marcus Semien. A grande questão do time está nos arremessadores, que enfrentarão lineups complicados na divisão.

Mesmo com a volta de Alex Cora ao comando, os Red Sox não devem brigar pela AL East em 2021, mas, se tudo der certo, podem até conquistar uma vaga no wild-card, embora isso seja improvável. O maior problema do time continua sendo no setor dos arremessadores, mesmo com algumas contratações e a volta de Chris Sale. Além disso, a equipe perdeu peças que eram centrais, como Jackie Bradley, Andrew Benintendi e Dustin Pedroia (que se aposentou). 

Por fim, em mais um ano de reconstrução, os Orioles de novo devem ter uma das piores campanhas da MLB. Ao menos eles possuem bons talentos que podem ser o futuro da equipe, mas esses jogadores devem mostrar serviço em campo em 2021.

Liga Americana Central

Crédito foto: Thearon W. Henderson/Getty Images

White Sox e Twins são os dois times que brigam pelo topo da AL Central (e provavelmente uma das vagas de wild-card), mas os dois têm o mesmo problema: a rotação titular. Ambos possuem nomes interessantes – como Lucas Giolito e Dallas Keuchel em Chicago e Kenta Maeda e Michael Pineda em Minnesota -, porém nenhuma delas é excelente e com nomes confiáveis de 1 a 5. Já no ataque, os times vivem momentos opostos. 

Os White Sox, além do MVP José Abreu, contam com nomes jovens que mostraram ter muita potência em anos anteriores, como Yoán Moncada e Luis Robert. Enquanto isso, o elenco dos Twins está envelhecendo e luta para permanecer saudável. Para ficar em primeiro lugar, o time precisa que Josh Donaldson, Miguel Sanó, Nelson Cruz e cia fiquem em campo e produzam em bom nível.

Sim, Cleveland pode brigar pelas primeiras colocações da divisão, mas depois de perder nomes importantes, como Francisco Lindor e Carlos Carrasco, é difícil imaginar que os Indians voltem a ganhar a AL Central, mesmo com o fenômeno Shane Bieber. Uma vaga no wild-card pode acontecer, mas as chances não são das melhores.

Os outros dois times da divisão não devem fazer muito barulho. Apesar das contratações interessantes de Benintendi, Michael Taylor e Carlos Santana, os Royals ainda passam por uma reestruturação e contam com muitos jogadores jovens, principalmente no montinho. Os Tigers também estão no modo reconstrução (o que já dura alguns anos, para a frustração da torcida). Detroit fez algumas contratações de pouco destaque para o bastão e trouxe A.J. Hinch para comandar a equipe, mas os Tigers provavelmente ficarão em último na divisão.

Liga Americana Oeste

Crédito foto: Bob Levey/Getty Images

A corrida pelo primeiro lugar da AL West (e uma das vagas do wild-card) tem três candidatos em potencial: Angels, Astros e A’s. Depois de toda controvérsia envolvendo o time de Houston em 2020, a queda de rendimento de jogadores essenciais, como Altuve, e a perda de peças importantes, como George Springer, é preciso ver se os Astros conseguirão voltar ao nível de anos anteriores. Essa pode ser a última chance desse elenco vencer a World Series.

Os A’s também já não são a mesma equipe que conseguiu chegar aos playoffs por três anos consecutivos. O ataque caiu de rendimento em 2020 e, nessa pré-temporada, o time perdeu dois nomes importantes em Marcus Semien e Liam Hendricks. O bullpen foi reforçado, mas será o suficiente para Oakland ameaçar a primeira colocação? 

Outra equipe que chega cheia de questões que precisam ser respondidas é Los Angeles. Será que Shohei Ohtani consegue rebater e arremessar durante toda a temporada? Mike Trout finalmente vencerá um jogo nos playoffs? Este é o último ano de Albert Pujols? Os arremessadores da equipe são bons o suficiente? A verdade é que muitos especialistas colocam os Angels brigando pelo primeiro lugar ou, ao menos, conquistando a vaga de wild-card.

Enquanto isso, os Mariners e os Rangers não devem vencer nem 50% de suas partidas. Seattle está em modo de reconstrução, mas tem muitos jogadores novos talentosos. Já a equipe do Texas está no meio do caminho. O time não fez uma reestruturação para contratar talentos novos depois dos anos de sucesso na última década, e assim ficou com jogadores medianos que, com exceção de Joey Gallo, não empolgam o torcedor.