Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado da bola: Vai sair? Ídolo do Cruzeiro, goleiro Fábio tem futuro indefinido

O goleiro Fábio chegou ao Cruzeiro em 2005 e vem sendo titular absoluto desde então

Dayvidson Soares
Jornalista, com passagens por Globoesporte.com, Lance! (Craque do Futuro) e Jornal Gazeta de Alagoas. Apaixonado por futebol e boas histórias.

Crédito: Vinnicius Silva/ Cruzeiro

Ídolo do Cruzeiro, o goleiro Fábio completará 41 anos de idade no próximo dia 30 e, apesar de seguir sendo fundamental para o clube, ele tem futuro indefinido. O contrato do camisa 1 com a Raposa vai até o final desta temporada e ainda não se sabe se ocorrerá renovação, saída ou até aposentadoria.

No último sábado (11), o goleiro Fábio foi fundamental para assegurar a vitória do Cruzeiro sobre a Ponte Preta por 1 a 0, pela Série B do Campeonato Brasileiro. O camisa 1 já chegou a falar sobre aposentadoria.

“Eu sei que é dezembro (risos). Deus vai determinar. Desde quando me tornei atleta de futebol, Deus direcionou da melhor forma possível, trilhou essa carreira longa, que eu nem imaginava numa grande equipe, ter feito história que fiz”, disse o goleiro Fábio, em entrevista à Gobo.

Fábio soma 961 jogos com a camisa do Cruzeiro, atualmente, e vive a expectativa de completar as 1000 partidas pelo clube.

“Nunca pensei, desde quando iniciei a carreira (em data ou idade para parar). Muitos fazem planos de uma data. Nunca pensei dessa forma, sempre em cima do meu contrato e o que tinha para fazer para continuar, condição física boa, trabalhar nos treinamentos. Venho fazendo isso ao longo dos anos. Vem me dando confiança”, falou ainda o goleiro, à Globo.

LEIA TAMBÉM:

Flamengo: Marcos Braz repete discurso e aumenta suspeitas sobre interesse em Daniel Alves

Patricia Pillar dispara contra Neymar após ironia do atacante envolvendo Pelé: ‘Talvez você não tenha aprendido’

Michael no Grêmio? Técnico do Flamengo, Renato Gaúcho faz revelação em entrevista coletiva

Cuca surpreende e elege quatro rivais do Atlético pelo título do Brasileirão