Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Djokovic já garante mais um recorde absoluto do tênis em 2021; veja

Mesmo se não quiser mais jogar na temporada, número 1 do ranking da ATP vai conquistar nova marca significativa na carreira

Álvaro Logullo Neto
24 anos, formado em Jornalismo pela Universidade de São Paulo e, desde 2021, redator de esportes no Torcedores.com. Por aqui, um pouco de tudo: tênis, basquete, NFL, esportes olímpicos e Fiorentina... digo, futebol!

Crédito: Crédito: Divulgação / Instagram @australianopen

Novak Djokovic está vivendo uma temporada mágica. Após vencer três dos quatro torneios de Grand Slam, e bater na trave no US Open, o sérvio, agora, garantiu outro recorde expressivo. E sequer precisou entrar em quadra para isso. Acontece que Djokovic já está assegurado como número 1 do ranking, ao menos, até o fim do ano. Dessa forma, ele vai encerrar a SÉTIMA temporada como melhor do mundo, se isolando neste quesito.

O norte-americano Pete Sampras compartilha do recorde com Djoko neste momento. Isso porque ambos terminaram seis anos como líderes do ranking da ATP. Sampras conseguiu o feito em anos consecutivos: 1993, 1993, 1995, 1996, 1997 e 1998. Já Nole atingiu o topo da temporada em anos mais espaçados: 2011, 2012, 2014, 2015, 2018, 2020 e, agora, 2021.

Djokovic não será alcançado por Medvedev

O novo recorde de Djokovic só é possível porque seu principal rival, Daniil Medvedev, será incapaz de alcançá-lo até o fim do ano. O russo, número 2 do mundo, tem 1.800 pontos a menos que Djoko neste momento. No entanto, a distância aumentará para 2.900, se forem descontados os pontos referentes à temporada passada – e que ainda precisam ser ‘defendidos’ pelos tenistas nas próximas competições.

Para alcançar o topo, Medvedev, basicamente, precisaria ser campeão de todos os torneios restantes na temporada. Acontece que ele sequer se inscreveu para um dos torneios realizados na atual semana (em Vienna, Áustria, ou San Petesburgo, Rússia). Com isso, torna-se inviável para ele superar Djokovic. Ambos ainda são esperados no Masters 1000 de Paris e no último torneio de 2021: o ATP Finals, que será disputado em Turim, na Itália.

Novak Djokovic já acumula 344 semanas como número 1 do mundo no tênis. Ou seja, 34 semanas a mais que Roger Federer, no segundo lugar neste quesito. Entretanto, a contagem de Djoko continua em vigor. Já que o sérvio irá permanecer na ponta do ranking, ao menos até o fim de 2021, este número de semanas totais, portanto, seguirá aumentando.

Veja o atual top 10 do ranking da ATP:

1º – Novak Djokovic – 11.430 pontos

2º – Daniil Medvedev – 9.630 pontos

3º – Stefanos Tsitsipas – 7.930 pontos

4º – Alexander Zverev – 6.680 pontos

5º – Rafael Nadal – 5.635 pontos

6º – Andrey Rublev – 5.560 pontos

7º – Matteo Berrettini – 4.688 pontos

8º – Casper Ruud – 3.615 pontos

9º – Dominic Thiem – 3.405 pontos

10º – Hubert Hurkacz – 3378 pontos

LEIA MAIS:

Federer confirma inscrição e anima fãs sobre próxima temporada

Djokovic pode jogar o Australian Open, mas terá de fazer quarentena, diz e-mail vazado

100 dias para as Olimpíadas de Inverno: Saiba em quais modalidades o Brasil já está garantido ou vai lutar por vagas

Vôlei: Vice-Campeão mundial na praia se aposenta aos 24 anos por motivo inusitado

NFL: Jogador exibe multa salgada que levou… por atraso de 1 minuto

CBF toma importante decisão sobre convocação de jogadores que atuam no Brasil e fará pedido a Tite

Mergulhado em dívidas, time da Série A deve ser mais um a se tornar clube empresa

Glenda cita diferença entre Globo e Band: “Sempre recebi muita bronca”