Torcedores – Notícias Esportivas

Ex-Flamengo lembra vexame em 2008, admite clima de ‘oba-oba’ do time e diz que treinador estava “perdidinho”

Clube sofreu um dos piores vexames de uma equipe brasileira na história da Copa Libertadores da América

Matheus Camargo
Jornalista formado pela Universidade Estadual de Londrina (UEL), colaborador do Torcedores.com desde 2016. Radialista na Paiquerê 91,7.

Crédito: Reprodução

A derrota do Flamengo para o América-MEX por 3 a 0 na Copa Libertadores da América de 2008 é sempre lembrada por ser um dos maiores vexames da história de um clube brasileiro na competição.

Um dos jogadores daquela equipe e poupado na partida, o volante Cristian revelou em entrevista ao Flow Sport Clube que havia um clima de ‘oba-oba’ para o confronto.

“Foi um jogo muito diferente de tudo o que eu já participei. A gente tinha jogada lá, ganhado de 4, América do México com Cabañas… Jogamos super bem aquele jogo. Quando voltamos para o Maracanã, a semana foi muito mal preparada”, admitiu o ex-jogador de Flamengo e Corinthians.

“Começou o boato de que o Joel ia embora para a Copa do Mundo. O Flamengo é muito diferente, começou aquele oba-oba, Maracanã… Tudo deu errado. Na semana tudo deu errado. O caminho que a gente fazia para ir para o Maracanã, erraram o caminho. Tinha festa na rua, dentro do ônibus todo mundo achando que ia ganhar. No jogo ele poupou eu, Fábio Luciano e mais alguns. Todo mundo achava que acabou. Vou falar para você… Era muito gol que a gente tinha que tomar. Foi sacanagem.”

Cristian ainda criticou alterações feitas por Joel Santana na partida, mesmo com a equipe ainda tendo um gol por tomar, ele colocou atacantes em campo. Tirou Kleberson e Jailton, que eram volantes, e colocou Obina e Diego Tardelli.

“Para você ver que não aconteceu como a gente queria, quando tomamos o primeiro, o segundo, a gente podia tomar mais um, ai o Joel, perdidinho… Na semana anterior ele me tirou e o Ibson e colocou Obina e Tardelli. Ele fez quase a mesma substituição. Ele estava meio que… Estava todo mundo meio perdido.”

Leia também:

Mercado da Bola: 8 jogadores argentinos conhecidos que estão livres no mercado para seu time contratar