Em um mês e meio, Ronaldo vence os dois principais títulos europeus; Griezmann amarga bi-vice

Portugal se sobressaiu diante da anfitriã França na disputa da Eurocopa, no Stade de France, em Paris (FRA), e conquistou seu primeiro título da história. No duelo entre Cristiano Ronaldo e Antoine Griezmann, deu CR7, que levou a melhor sobre o rival pela segunda vez em um intervalo de apenas um mês e meio.

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Crédito da foto: Montagem/Getty Images

VEJA MAIS
COINCIDÊNCIA? TER TREINADO A GRÉCIA É CERTEZA DE TÍTULO IMPROVÁVEL PARA TÉCNICOS; ENTENDA
SEM BALE, SELEÇÃO DE MELHORES DA EUROCOPA É DIVULGADA; VEJA

Além das seleções, ambos são também rivais em Madri (ESP), onde um atua no Real Madrid e o outro, no Atlético de Madrid. Na final da Uefa Champions League, em Milão (ITA), em maio, o camisa 7 português se deu bem e derrotou o adversário em confronto apertado (assim como na Euro), apenas na decisão por pênaltis. Ronaldo marcou, enquanto Griezmann desperdiçou sua cobrança, amargando o vice-campeonato europeu de clubes.

Voltando à Eurocopa, apesar de ter jogado menos de 15 minutos dos 120 possíveis na vitória lusa por 1 a 0, na prorrogação, Cristiano Ronaldo acabou como um dos nomes da equipe na campanha e também na decisão, ajudando bastante do lado de fora, às vezes sendo uma espécie de auxiliar do técnico Fernando Santos. Já Griezmann até teve oportunidades, mas não teve seu faro artilheiro eficiente.