Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado da Bola: Clube surpreende e anuncia contratação de Abel Braga

Sem clube desde fevereiro, Abel Braga acerta com time suíço; mercado da Bola segue agitado neste mês de junho

Eder Bahúte
Jornalista e assessor de imprensa.

Crédito: Crédito: Alexandre Schneider/Getty Images

O torcedor do Internacional que sonhava com o retorno de Abel Braga acabou frustrado na manhã desta segunda. O Lugano, equipe da Suíça, anunciou a contratação do técnico brasileiro por um ano. Abel estava sem clube desde que deixou o Colorado após o término da edição passada do Campeonato Brasileiro.

Abel assumiu o Internacional em 2020 com a saída repentina de Eduardo Coudet, que havia aceitado um convite para trabalhar no Celta de Vigo, da Espanha. Depois de um início ruim, o trabalho do treinador começou a render frutos e emplacou uma grande sequência de nove vitórias consecutivas. Uma delas, emblemática: a goleada por 5 a 1 sobre o São Paulo em pleno Morumbi.

O título acabou escapando das mãos nas rodadas finais. Na última, porém, bastava uma vitória sobre o Corinthians, em Porto Alegre, para sagrar-se campeão, mas o duelo entre gaúchos e paulistas terminou empatado em 0 a 0. Apesar do revés, os cariocas ergueram a taça.

Veja também: Mercado da Bola: Atacante brasileiro está na mira do Barcelona

Na sétima passagem pelo Inter, Abel acumulou 12 triunfos em 22 partidas realizadas, sendo quatro empates e seis derrotas. Um aproveitamento foi de 60,6%.

Empolgados com a campanha, mesmo com o vice-campeonato, muitos torcedores colorados eram favoráveis a continuidade de Abel. Entretanto, a nova gestão tinha um acordo apalavrado com Miguel Ángel Ramírez.

Esta não é a primeira experiência de Abel Braga no futebol europeu. Ele já comandou Rio Ave, Famalicão, Belenenses e Vitória de Setúbal, em Portugal, entre os anos 1980 e 1990. Seu trabalho mais recente na Europa foi entre 2000 e 2001, no Olympique de Marselha, da França.

LEIA MAIS:

Caboclo queria demitir Tite da seleção e contratar Jorge Jesus; Renato Gaúcho era plano B

Copa América: Protocolo prevê testes a cada 48h e isolamento das delegações