Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Climão? Novo companheiro de Hamilton na F1 ‘defende’ Verstappen em polêmica

Lewis Hamilton e Max Verstappen ‘se chocaram’ frequentemente nas pistas durante eletrizante temporada de 2021 da Fórmula 1

Álvaro Logullo Neto
24 anos, formado em Jornalismo pela Universidade de São Paulo e, desde 2021, redator de esportes no Torcedores.com. Por aqui, um pouco de tudo: tênis, basquete, NFL, Fórmula 1, esportes olímpicos e Fiorentina... digo, futebol!

Crédito: Reuters

A nova temporada da Fórmula 1 ainda não começou, mas os assuntos envolvendo a categoria não cessam por conta da grande quantidade de polêmicas acumuladas em 2021. E, recentemente, aliás, o canal do YouTube da F1 reviveu um acidente controverso que aconteceu no GP de Monza, na Itália, ainda em setembro.

Na ocasião, Verstappen colidiu com Hamilton em uma chicane. A Red Bull do holandês chegou a passar por cima da Mercedes do rival (veja no vídeo abaixo). Não fosse o dispositivo de segurança halo, presente nos carros da F1, o acidente poderia ter sido bem mais grave para o britânico.

Enfim, após o choque, que tirou os dois pilotos da corrida, o holandês perdeu três lugares no grid da corrida seguinte — além de levar dois pontos em sua superlicença. Daniel Ricciardo acabou vencendo aquele Grande Prêmio.

No entanto, muitos pilotos consultados discordam da punição dada a Max Verstappen. Um deles, aliás, é George Russell. Ele foi contratado pela Mercedes nesta temporada para fazer dupla justamente… com Hamilton: “Na minha opinião, este foi apenas um incidente de corrida. Portanto, ninguém deveria ter sido punido”, diz Russell.

Russell na F1 em 2022

Aos 23 anos, George Russell terá a grande responsabilidade de guiar a Mercedes. A equipe é octacampeã entre os construtores e, em 2022, busca o nono título seguido. O britânico foi formado na academia de pilotos da escuderia alemã. Ele, inclusive, chegou a substituir Hamilton em um GP de 2020, quando o compatriota teve Covid-19.

Na última temporada, pela Williams, Russell conseguiu 16 pontos, incluindo uma segunda colocação no GP da Bélgica — que foi encerrado após apenas três voltas completadas. Enfim, de qualquer maneira, o desempenho do piloto de 23 anos se mostrou satisfatório. Tanto que lhe rendeu uma chance de ouro como piloto da Mercedes.

Mas será que a ‘defesa’ de Verstappen já deixa George Russell em má situação com o companheiro Lewis Hamilton (caso este corra, de fato, em 2020)?

LEIA MAIS:

Verstappen ‘teria problemas’ se fosse para a Mercedes, diz piloto da F1

Fórmula 1: Toto Wolff surpreende com declaração sobre Verstappen

Vettel volta a detonar FIA: “O tempo parece ter parado na Fórmula 1”

F1: Ferrari teve ajuda de engenheiros ex-Mercedes e Red Bull para novo carro de 2022

De saída? Flamengo receberá nova oferta milionária para vender destaque da equipe

Atlético-MG bate o martelo e define futuro de meio-campista para 2022

Mercado da Bola: Ex-Palmeiras, Jaílson negocia com clube da Séria A

Alvo do Flamengo, Salcedo faz postagem enigmática e agita torcedores