Home Futebol Pena de Daniel Alves após condenação inclui multa milionária; veja o valor

Pena de Daniel Alves após condenação inclui multa milionária; veja o valor

O Superior Tribunal de Justiça da Catalunha considerou quantia que se destinará à vítima como compensação

Arthur Santos Eustachio
Meu nome é Arthur Santos Eustachio. Sou formado em Jornalismo pela Cásper Líbero. Atuo como produtor de conteúdo para sites e mídias digitais. Escrevo notícias sobre esportes em geral - hoje principalmente na área de automobilismo: Fórmula 1, MotoGP e Nascar. Já trabalhei na 365Scores e como administrador de páginas esportivas. Meus esportes favoritos são futebol, tênis, basquete e Fórmula 1. Minhas maiores referências são Cristiano Ronaldo, Novak Djokovic e Max Verstappen. No mais, curto ler, ouvir música, assistir filmes e, claro, praticar esportes.
Daniel Alves foi condenado na Espanha

Lei espanhola aplicada em caso do jogador unificou agressão sexual e estupro - (Divulgação: X/Marca)

O jogador brasileiro Daniel Alves foi considerado culpado pela Justiça Espanhola no caso de estupro de uma mulher em Barcelona. A decisão judicial resultou em uma sentença de 4 anos e 6 meses de prisão para o atleta, menos do que os nove anos solicitados pelo Ministério Público Espanhol e os 12 anos pedidos pela acusação particular.

PUBLICIDADE

A sentença, divulgada pelo Superior Tribunal de Justiça da Catalunha nesta quinta-feira (22), levou em consideração o pagamento de uma multa de R$ 900 mil (150 mil euros), com o auxílio da família Neymar, como atenuante da pena. A quantia irá para a vítima como compensação por danos morais e lesões.

Após cumprir os 4 anos e 6 meses em regime fechado, Daniel Alves terá cinco anos de liberdade vigiada. Além disso, está proibido de se aproximar da casa ou local de trabalho da vítima, sendo obrigado a manter uma distância mínima de 1 quilômetro e a não se comunicar com ela de qualquer maneira por nove anos e seis meses.

PUBLICIDADE

Mais detalhes da condenação de Daniel Alves

A condenação inclui ainda a pena de inabilitação especial por exercício de emprego, cargo público, profissão ou comércio que envolva menores durante cinco anos depois de se cumprir a pena. A legislação espanhola “Só Sim é Sim” juntou os crimes de agressão sexual e estupro.

A advogada de Daniel Alves, Inés Guardiola, anunciou que a defesa do jogador buscará a absolvição por meio de recurso. “Neste instante, só posso dizer que vamos recorrer da sentença. Eu ainda acredito na inocência do Sr. Alves. Vou estudar a sentença, mas já devo adiantar que vamos recorrer. Daniel Alves está inteiro. Quatro anos e seis meses é melhor que nove e 12 que a acusação pedia, mas creio na inocência dele e vamos recorrer”, comunicou ela.