Home Futebol Gerson Canhotinha detona reforço milionário do Flamengo: “Não joga nada” 

Gerson Canhotinha detona reforço milionário do Flamengo: “Não joga nada” 

Ex-jogador não perdoou desempenho em derrota do time carioca na Copa Libertadores

Bruno Romão
26 anos, jornalista formado pela Universidade Estadual da Paraíba, amante da escrita, natural de Campina Grande e um completo apaixonado por futebol. Contato: [email protected]
Tite.

Tite, treinador do Flamengo (Pedro H. Tesch - Getty Images)

Encarando a altitude de 3.600 metros, o Flamengo saiu derrotado contra o Bolívar. Mesmo buscando o empate após o gol relâmpagos dos donos da casa, a equipe carioca foi vazada novamente no segundo tempo e sofreu a primeira derrota na Libertadores. Neste cenário, a performance defensiva do Rubro-Negro foi detonado por Gerson Canhotinha.

PUBLICIDADE

Embora tenha balançado as redes, Viña foi detonado pelo tricampeão do mundo. Custando cerca de 8 milhões de euros (R$ 44 milhões), o uruguaio teve trabalho na defesa e, na visão de Gerson, poderia ser deixado do banco para que um zagueiro fosse escalado na lateral-esquerda.

“Que defesinha horrorosa, hein? Tem o melhor elenco do meio-campo pra frente. Do meio-campo pra trás não tem! Esse Viña não joga nada. Fizeram uma força do cacete pra trazer esse cara. Não joga nada! Era melhor botar um zagueiro no lugar dele.”, disparou o Canhotinha de Ouro, em vídeo no YouTube.

PUBLICIDADE

Além de Viña, Gerson reprovou o desempenho de Fabrício Bruno. Sentindo os efeitos da altitude, o zagueiro foi superado na corrida em alguns momentos, algo que não foi perdoado pelo ex-jogador.

“O David Luiz foi mais ou menos. O Fabrício (Bruno) estava se arrastando. Tomou um drible que quase desmontou. Por isso a seleção está do jeito que está.”, prosseguiu.

Gerson elogia xará, mas “corneta” Bruno Henrique

Ganhando uma chance entre os titulares, Gerson buscou ser efetivo durante o confronto. Enquanto o camisa 8 foi elogiado, o Canhotinha de Ouro acredita que Bruno Henrique ficou devendo em campo.

“O Gerson jogou bem. Nem o De La Cruz jogou bem. O Gerson jogou melhor que todos eles. Correu, brigou, deu passe, lançou, chutou no gol… parecia que não tinha problema nenhum na altitude.”

PUBLICIDADE

“O Bruno Henrique sumiu da partida. Cadê aquele Bruno Henrique de arrancadas e tudo mais? Era melhor poupar. Botava um moleque que parte para dentro.”, afirmou.