Home Futebol Alex Muller elege condição em que o Palmeiras supera o Flamengo

Alex Muller elege condição em que o Palmeiras supera o Flamengo

Jornalista também abordou encaixe do time alviverde no setor ofensivo após a saída de Endrick

Bruno Romão
Bruno Romão atua, como redator do Torcedores.com, na cobertura esportiva desde 2016. Com enfoque em futebol brasileiro, futebol internacional e mídia esportiva, acumula experiência em eventos como Copa do Mundo e Olimpíadas. Possui diploma de bacharelado em Jornalismo pela Universidade Estadual da Paraíba.
Alex Muller.

Alex Muller, em participação no Mesa Redonda (Reprodução)

Alex Muller enxerga o Palmeiras acima do Flamengo no quesito conjunto de elenco. Levando em conta o trabalho de Abel Ferreira, o comunicador considera que o português tem a capacidade de elevar o nível de atletas “nota 6 ou 7”. Neste cenário, o caso de Rony foi citado para embasar o ponto de vista, tendo em vista o desempenho satisfatório do atacante sob comando do treinador.

PUBLICIDADE

“Eu acho que, individualmente e qualidade técnica, o Flamengo é um pouquinho melhor que o Palmeiras. O Palmeiras, nas mãos do Abel, tem jogadores que seriam nota 6 ou 7 em outros times, e viram nota 8, 8,5 no conjunto que o Abel construiu no Palmeiras. O Rony, no Palmeiras, é nota 8, 8,5.”, disse Alex Muller, no programa Mesa Redonda.

“O Flamengo, individualmente, é melhor. Em conjunto, o Palmeiras é melhor.”, acrescentou.

PUBLICIDADE

Mesmo que o Flamengo tenha uma qualidade individual superior, Alex Muller prefere o elenco do Palmeiras. Reforçando a estrutura tática e de conjunto do time de Abel Ferreira, o Rubro-Negro ficou em segundo plano no discurso.

“Eu prefiro o elenco do Palmeiras porque gosto de conjunto, banco e estrutura tática.”, bancou.

Alex Muller avalia o Palmeiras sem Endrick

Embora a saída de Endrick tenha causado impacto, Alex Muller acredita que nomes como Raphael Veiga estão se beneficiando da mudança no ataque. Cogitando que o time estava atuando em função do jovem, o jornalista vê Abel Ferreira sabendo conduzir o processo de readaptação em campo.

“A impressão que passa é que o Palmeiras jogava em função do Endrick. Ele ocupava um posicionamento em campo que atrapalhava o Raphael Veiga, que caiu demais enquanto o Endrick era titular. Não acho que é uma coincidência, mas é uma questão de readaptação do time sem o Endrick.

PUBLICIDADE

“O Veiga cresceu demais de produção e todo o time cresceu, inclusive o Rony, que é o escolhido pelo Abel para ser o substituto do Endrick.”, afirmou.

18+ | Jogue com responsabilidade | Aplicam-se os Termos e Condições | Conteúdo comercial