Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Real Madrid, United e Internazionale podem ficar no mesmo grupo. Relembre outros grupos da morte da Champions

Com os potes definidos, já se pode prestar atenção em quais os grupos veremos nessa Champions. Com isso, também se olha para possíveis grupos da morte do torneio. Relembre alguns desses na história.

Thiago D Amaral
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação UEFA Champions League

O sorteio da Champions já se tornou um evento querido para os fãs de futebol. Isso porque ele separa quais serão os confrontos que veremos na primeira fase do torneio. É ele que também define os famigerados “grupos da morte”. Com os potes definidos, já começamos a imaginar as possibilidades de chaveamentos e quais serão os mais fortes. Pensando nisso, a reportagem do Torcedores quis relembrar algumas das grandes chaves da história.

Esses chaveamentos mais fortes e equilibrados começaram a se tornar costume de 2011 para cá. Na temporada 2011-12, tivemos Bayern, Napoli, City e Villareal formando uma chave que ficou aberta até a última rodada. No ano seguinte, os Citizens se envolveram de novo no grupo da morte, como Real Madrid, Borussia Dortmund e Ajax. O time holandês, inclusive, não tem muita sorte nesses sorteios. No ano seguinte, Barcelona, Milan e Celtic atrapalharam a vida deles, que estão de volta a esse estágio nessa temporada.

Na última temporada, Real Madrid, Tottenham, Borussia Dortmund e Apoel formaram o grupo considerado mais equilibrado do torneio. Mas, a primeira dessas chaves foi em 98-99, quando United, Bayern e Barcelona se encontraram.

Nesse ano, podemos ter um grupo formado por Real, United e Inter. Ou então, Juventus, Borussia Dortmund e Liverpool. Ou até mesmo um grupo somente com campeões, formado por Barcelona, United, Ajax e Inter. A única certeza que temos é que mais um ano de Champions está chegando. E ele promete.

LEIA MAIS

Quatro times da Premier League caem na estreia da Copa da Liga Inglesa

Na reserva de Aubameyang, Lacazette pode deixar o Arsenal ainda essa semana