Jogadores do Boca tentam invadir vestiário e presidente do Atlético ameaça atirar garrafa; assista

Após classificação do Atlético, jogadores do Boca ficam enfurecidos e tentam invadir vestiário dos brasileiros

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgacao/Atlético

O Boca Juniors não engoliu a eliminação para o Atlético nas oitavas de final da Libertadores. Revoltados, jogadores argentinos ameaçaram invadir os vestiários do Galo. Presidente do clube mineiro, Sérgio Coelho, se juntou aos seguranças para evitar a entrada dos atletas rivais.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Nas imagens divulgadas pelo jornal O Tempo, é possível notar Sérgio e seguranças tentando evitar o pior. Em nenhum momento há a participação dos jogadores do Atlético no tumulto. Apenas atletas do Boca Juniors estavam dispostos a entrar em conflito.

Em determinado momento, o mandatário do Atlético ameaça atirar uma garrafa na direção dos argentinos, mas rapidamente é contido por Victor e Nacho Fernández.

Em campo, Atlético e Boca Juniors faziam um jogo até certa forma tranquilo. Na segunda etapa, um gol marcado por argentinos acirraram os ânimos. No tempo normal, o empate em 0 a 0 da ida persistiu no embate do Mineirão, em Belo Horizonte.

Nas cobranças de pênaltis, Hulk errou a primeira ao acertar a trave de Rossi. Everson, porém, brilhou com duas defesas e converteu a última batida. O Atlético elimina o Boca e garante vaga nas quartas de final do principal torneio continental.

Agora, é certo que o Galo terá mais um argentino em seu caminho. Nas quartas,

LEIA MAIS:

Mercado da Bola: Galo fecha contratação de ex-meio campista do Flamengo