CEO da Fórmula 1, Chase Carey prevê calendário por conta do coronavírus: “Algo entre 15 e 18 corridas”

Em carta publicada no próprio site da Fórmula 1, Chase Carey, CEO da categoria, afirma que novos adiamentos podem acontecer por conta do coronavírus

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Reprodução

A Fórmula 1 sofreu grandes baques por conta do coronavírus. A temporada, prevista para ter 22 corridas, deve ter esse número reduzido drasticamente em 2020. Quem informa é Chase Carey, CEO da categoria, no site oficial da F1.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

“Reconhecemos que há um significativo potencial para novos adiamentos no atual calendário. Mesmo assim, nós e nossos parceiros esperamos iniciar a temporada em algum momento do verão (no hemisfério norte), com um calendário revisado, com algo entre 15 e 18 corridas”, declarou Chase Carey em uma carta publicada no site.

O número passa, então, a se aproximar do que era tradicional nas temporadas das décadas de 1980 e 1990. Entre 1982 e 1999, foram 16 corridas realizadas pela categoria hoje comandada por Chase Carey em um ano.

Mais da pandemia de coronvírus

O COVID-19 pode obrigar a MotoGP a realizar provas duplas para compensar grandes prêmios cancelados por conta do coronavírus. A Federação Mineira de futebol não sabe o que será do estadual de 2020. O mundo dos eSports também anunciou medidas. A Itália, dos países mais atingidos pelo vírus, busca alegrias na Ferrari e em Sebastian Vettel. Já a Alemanha vê a Bundesliga ser suspensa, enquanto o Draft 2020 da NFL deve ter mudanças. O Barcelona e a MLB também anunciaram medidas de prevenção.

Lewis Hamilton, LeBron James, José Roberto Silva, Antony, Hernanes, Vasco da Gama Danny Morais, Marcelo Bielsa, Jones Jones, Conor McGregor, Maicon, Nahomi Kawasumi, Rafael Nadal e outros astros da NBA já se posicionaram sobre o tema.

O Pacaembu virou um hospital de campanha. Médicos foram homenageados, aliás. Charles Barkley, porém, se colocou em quarentena voluntária – e Paul Pogba incentivou um cumprimento curioso. Há, entretanto, quem vá na contramão de tudo isso e que tenha previsto a pandemia – caso da família Dybala.

LEIA MAIS
Nomes ligados ao automobilismo e fãs de corridas lamentam morte de Niki Lauda no Twitter
25 anos depois, relembre números e recordes de Ayrton Senna na Fórmula 1
Ricciardo dá ré, bate em outro piloto e abandona GP do Azerbaijão; imagem viraliza no Twitter